terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Foliculite

Estar depilada é algo realmente muito agradável. A pele lisinha, macia, bem tratada faz a mulher sentir-se mais sensual, atraente e poderosa. E quando o amado desliza suas mãos sobre a pele, num toque suave e acariciante e diz: que pele deliciosa voce tem! Ah!... te faz esquecer totalmente todo e qualquer inconveniente da depilação e,  no próximo mês estar lá de novo, se entregando as mãos competentes da sua Depiladora.
Mas, independente de ter o amado ou não, depilar tornou-se um hábito de higiene e beleza para toda mulher. É impossível ficar cheia de pelos, ou então usar a tão famosa e antiguada gilete, que causa alergias e funciona só no exato momento em que os pelos são raspados. Não dá mais ... depilar-se é essencial.


E isto serve para os homens também, que já descobriram o bem estar que causa a depilação e já aderiram totalmente ao hábito de depilar-se. Especialmente em nosso país tropical, onde o sol brilha intensamente e o calor faz suar, ficar grudado na roupa e o pior, com cheiro forte. Principalmente o homem executivo, que precisa estar de terno e gravata são os que mais se beneficiam com a depilação e são, atualmente os clientes fieis dos Institutos de Depilação, que já têm um espaço especial para eles. Mas, sobre este assunto estaremos falando em postagens futuras.

Porém, após a depilação, podem surgir problemas, que se bem cuidados, não representarão nada para a mulher ou o homem. É a famosa Foliculite. 
Tudo começa com uma tendência individual de ter pelos encravados. Eles inflamam e a pele fica com bolinhas avermelhadas. Se a inflamação for intensa, formam-se nódulos maiores, doloridos. Essas bolinhas podem infeccionar e então algumas ficam com pus. 
Como o problema inicial é o encravamento de pelos, quem tem pele mais espessa é candidato a ter foliculite. E também quem tem pelos encaracolados, mais propensos a encravamento. O atrito com roupas muito justas também pode causar foliculite. As orientações são as seguintes:


1. Não use roupas justas, como calças jeans apertadas. E evite tecidos sintéticos. Prefira roupas de fibras naturais, como algodão. Isso vale também para calcinhas.

2. Esfolie sua pele no banho. Recomendo usar bucha vegetal ou então um sabonete esfoliante, que contém pequenas partículas que raspam a pele conforme você se ensaboa. Faça a esfoliação até três vezes por semana.

3. Use também um sabonete anti-séptico. Você pode alternar com um sabonete contra espinhas, que contenha ácido salicílico ou enxofre.

4. Aplique cremes à base de antibióticos ou anti-inflamátorios (Ex. Nebacetin).  E para evitar que você mesma infeccione a região ao se coçar, passe o creme também sob as unhas, antes de dormir.

5. Quando a foliculite é intensa é possível que o dermatologista recomende um antibiótico por via oral.

6. Se seus pelos forem grossos ou escuros, considere realizar sessões de depilação a laser. É a melhor maneira de se livrar da foliculite.

Depois de controlado o problema, siga um tratamento de manutenção, ou a foliculite voltará.


Quem tem tendência a foliculite precisa ter cuidados especiais com a pele e no verão os cuidados devem ser redobrados para todas as pessoas, pois o suor e o excesso de umidade em determinadas áreas do corpo favorece o aparecimento da foliculite.




Cuide-se e aproveite o verão que está chegando, com sua pele depilada, macia e logo, logo ... bronzeada também ... linda de viver. Mas ... cuidado com o sol !!!












Nenhum comentário:

Postar um comentário